Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \26\UTC 2009

 Carmem Catarina Bueno nasceu em Itu, no dia 25 de novembro de 1898. Seus pais foram José Theotonio Bueno, natural de Campinas, e Maria do Carmo Bauer Bueno, natural de Itu.

          pais                                                   

 

 Sendo sua mãe muito nova com apenas 15 anos, sua vó materna Justina Camargo Bueno, (Nhá Cota), pede para cuidar da menina e a leva para cidade de campinas.

vo-carminha

Passam os anos e a menina cresce, e novos irmãos aumentam a família. Em uma de suas peripécias Carminha, com seu espírito de liderança, pega pela mão sua irmã Ester mais nova do que ela e vai sem ninguém saber ao fotógrafo e diz: ” Mamãe mandou fotografar nós duas”.

ester

 

Carminha cresce, e como todas as jovens desta idade, tem sonhos, lutas e alegrias. Conhece um estudante na Ilha de Paquetá no Rio de Janeiro e, ficam noivos, mas este incentiva-a, a aprimorar os estudos e pede que vá para o colégio Sion em São Paulo. Mas os caminhos de Deus são incompreensiveis, e neste colégio recebe a graça da vocação religiosa. Chamou o Senhor tão clara e decisivamente que sua existência se transformou:  A TUDO DEI DE MÃO SEM MAIS PASSADO OLHAR”.

m-carminha

 

 Entra no Carmelo São José do Rio de Janeio, no ano de 1926, adotando o nome de Irmã Maria do Carmo da Santíssima Trindade.

0022

 

 É convidada por Dom Francisco Borja do Amaral, Bispo Diocesano de Taubaté, para fundar um Carmelo em sua diocese. E em 7 de setembro de 1955, parte do Carmelo São José do Rio de Janeiro para dar início ao Carmelo da Santa Face e Pio XII, em Tremembé.

0041

 Seu grande amor pela igreja levava-a a uma imolação constante pelo Sumo Pontífice reinante, principalmente através do exercício  diário da Via Sacra e de uma vida simples, escondida, mas rica de virtudes Cristã. Falecendo a 13 de julho de 1966 foi sepultada no cemitério do convento. Hoje, seus restos mortais se encontram numa capela anexa a capela do Carmelo.

 poesia1

Read Full Post »